Hubiberiaagrotech

O projeto HIBA apresentará os seus primeiros resultados nas próximas semanas.

Digitalizar o sector agro-alimentar; melhorar a competitividade das empresas através da integração de tecnologias digitais; fomentar o empreendedorismo; promover a criação de serviços tecnológicos para testes e experimentação; implementar itinerários de formação para o desenvolvimento de competências tecnológicas. Estes são os principais objetivos do Projeto HIBA- HUB IBERIA AGROTECH: criação de um ecossistema multi-regional para a agro-digitalização através dos Digital Innovation Hubs (DIH), que está a progredir a bom ritmo e apresentará os seus primeiros resultados nas próximas semanas.

Com um orçamento total de 5,3 milhões de euros, 75% co-financiados por fundos FEDER, este Projeto de Cooperação Transfronteiriça Interreg Espanha-Portugal (POCTEP) é constituído por um consórcio de 19 parceiros (12 de Espanha e 7 de Portugal), liderado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária, Pescas e Desenvolvimento Sustentável (CAGPDS) do Governo Regional da Andaluzia. Entre os atores envolvidos no projeto, de regiões da chamada Raya (fronteira hispano-portuguesa), estão universidades, agências de inovação e investigação e Centros de Inovação Digital… Juntos trabalham há meses para promover um ecossistema multi-regional na Agrodigitalização através da criação de uma Rede de Digital Innovation Hubs (DIH) para acelerar a maturidade digital, a competitividade e a visibilidade das empresas na zona de Poctep (as comunidades autónomas da Andaluzia, Galiza e Extremadura, em Espanha, e as regiões do Alentejo, Algarve, Oeste e Norte, em Portugal), promovendo a recuperação económica pós Covid-19.

O projeto HIBA irá criar serviços de teste e experimentação de tecnologias relacionadas com a observação do solo, robótica, Internet das Coisas e Inteligência Artificial, desenvolver itinerários de formação em transformação digital e empreendedorismo para formação profissional, universidades e público em geral, e implementar um serviço de aconselhamento para a transformação digital de PMEs agro-alimentares.

Digitalização do sector agro-alimentar

A digitalização do sector agro-alimentar conduzirá também à criação de emprego, à formação de novos perfis profissionais, que irão satisfazer as necessidades das empresas no contexto da economia digital, e à recuperação económica após a covid-19. Para o efeito, será desenvolvida uma série de atividades operacionais, incluindo a promoção do ecossistema transfronteiriço para a sementeira do empreendedorismo na cadeia de valor agro-alimentar através da Rede DIH. Do mesmo modo, serão levadas a cabo atividades para impulsionar o ecossistema empresarial local e multi-regional, o desenvolvimento de capacidades de formação e ambientes de experimentação para a inovação empresarial digital, para além da exploração e capitalização dos resultados para a sustentabilidade do projeto.

Tudo isto visa transformar a agricultura num sector moderno e adaptado ao novo ambiente económico em que as novas tecnologias são protagonistas. O trabalho dos diferentes grupos começa a dar frutos e a digitalização da agricultura será em breve uma realidade que ajudará a tornar o sector agro-alimentar mais sustentável do ponto de vista económico, social e ambiental.